Aos 43 anos, ex-estagiária da Casa Branca diz que se arrepende da relação com Bill Clinton

monica2610n

Monica Lewinsky, ex-estagiária da Casa Branca, disse se “arrepende” de ter se envolvido com o ex-presidente Bill Clinton

Declaração da moça:

publicidade

“Apaixonei pelo meu chefe e descobri que as consequências foram devastadoras. Me arrependo profundamente. Eu tinha apenas 22 anos”, disse Mônica em uma palestra na Austrália.

Atualmente ela reside em Londres, onde fez mestrado em psicologia social.

O CASO – ano de 1988

No princípio, ambos negaram qualquer relação. O caso ficou conhecido na época como “O escândalo Lewinsky”.

A secretária da Casa Branca Linda Tripp começou a gravar secretamente as conversas da estagiária com o presidente Clinton e soltou a bomba na imprensa.

Tempos depois, ela admitiu que seu affair com Clinton incluiu ‘relações orais’ no salão oval da Casa Branca.

Clinton negou, sob juramento, que tinha mantido um caso com Mônica. Em cadeia nacional, ele declarou:

“Eu não tive relações com esta mulher, a senhorita Lewinsky.”

publicidade