Ação da PF confirmou que o brasileiro consome carne podre, vencida e maquiada

A ação da PF em conjunto com a Receita Federal e o MPF mostrou o esquema criminoso que liberava licenças para frigoríficos de modo irregular

As empresas que estão sendo investigadas são responsáveis por mais de 60% do mercado de carne no país.

De acordo com informações da PF, grande parte das carnes vendidas no mercado interno tinham prazo de validade ultrapassado e eram ‘mascaradas’ com ácido ascórbico para disfarçar a decomposição e mau cheiro do produto.

Também foi comprovado que carnes estragadas eram usadas na composição de salsichas e linguiças – em alguns casos, foi usado até cabeças de porcos na composição dos produtos.

A BRF Foods, proprietária das marcas Sadia e Perdigão, e a JBS, dona da Friboi e da Seara, estão entre as envolvidas no crime.

309 mandados foram pela da 14ª Vara Federal de Curitiba, doa quais 190 foram mandados de busca e apreensão em empresas e residências dos principais envolvidos nas fraudes.

Vale ressaltar que o grupo JBS só se tornou um gigante no mercado global a partir de 2003, durante a gestão de Lula, época em que o BNDES passou a liberar empréstimos milionários para que o conglomerado pudesse comprar os concorrentes e eliminar a disputa pelo mercado.

Vale a pena dar uma espiadinha

Caro internauta, entre na rede social de um desses frigoríficos e confira os MILHARES de comentários feitos pelos consumidores.

Você não vai acreditar!

LINK

publicidade