A vida de um juiz do Supremo Tribunal na Suécia: sem imunidade, sem foro privilegiado e sem auxílios

Assim como os políticos, um juiz do tribunal superior da Suécia (equivalente ao nosso STF) não tem imunidade nem foro privilegiado e pode ser processado como qualquer cidadão

Um juiz do Supremo na Suécia pedala até a estação ferroviária e toma o trem para chegar à Corte, em Estocolmo.

Ele não mora em apartamento funcional, não recebe auxílio-moradia e nem auxílio-saúde.

Não goza de imunidades. Não tem foro privilegiado.

Ganha entre R$ 12 mil e R$ 25 mil por mês e é proibido de aceitar viagens e presentes.



 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!