A encomenda de Trump para Kim Jon-un: Uma mega bomba de 14.000 kilos

Os EUA possuem um artefato exclusivo que poderá destruir completamente as fábricas de armas nucleares da Coréia do Norte

Apelidado de MOB (Massive Ordnance Penetrator), o explosivo de 14 toneladas foi projetado para destruir um bunker subterrâneo através de uma mega explosão.

Em 2007, a empresa aeroespacial Boeing assinou um contrato de US$ 52 milhões para produzir oitos bombas desse tipo.

Até hoje não se sabe a quantidade de MOB’s que foram entregues à USAF.

A bomba, que poderá ser transportada por bombardeiros Stealth B-2, contém 5.000 kilos de explosivos e uma capacidade de penetrar cerca de 60 metros em concreto reforçado.



Conhecido como ‘avião furtivo’, O B2 que possui um RCS (Radar Cross Section) baixíssimo, onde a aeronave é capaz de refletir ondas eletromagnéticas para não ser detectada pelos radares.

Dependendo da potência do radar, o Stealth pode até ser detectado, mas é confundido com pequenos animais voadores, como uma águia, por exemplo […] que possui um RCS baixíssimo.

O MOP, após ser lançado pelo B2, será guiado via GPS.

Ataques simulados contra a Coréia do Norte já estão sendo realizados desde o início de abril.

Assim como a MOAB (a mãe de todas as bombas) que foi lançada na Síria, o MOP é uma bomba não-nuclear, o que impede os EUA de violarem os regulamentos da União Européia.

Kim Jong-un ficou indignado quando os bombardeiros B2 participaram de ataques simulados contra a Coréia do Norte durante a operação de Foal Eagle e retaliou as ameaças prometendo reduzir os EUA a cinzas ao menor sinal de agressão.


 

publicidade