Paulo Henrique Amorim: “O assassino de Campinas não era louco. Tudo é culpa da Globo e da Lava-Jato”

02/01/2017

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dono do site Conversa Afiada, Paulo Henrique Amorim publicou um vídeo hoje (02) acusando a Globo e a Lava Jato como corresponsáveis da chacina que tirou a vida de 12 pessoas em Campinas, SP, no último dia 31.

“A Globo e a Lava Jato são os terroristas de Campinas”, diz o jornalista. Logo em seguida ele lê a carta deixada pelo assassino Sidnei Araújo.

Sobrou até para o ministro Lewandowski. As citações foram feitas com tom irônico.

“A carta contém alguns elementos do discurso de ódio […] é a lógica que a Globo e os heróis da Lava Jato instalaram no Brasil […] o ódio à política, o ódio à Dilma, o ódio às mulheres, o ódio à Lei Maria da Penha, o ódio ao Lewandowski (que não julga de acordo com o ódio)”.

Amorim encerra o vídeo quase que ‘defendendo’ o assassino: “Esse homem não era um louco […] era um produto de sua época […] a Globo e a Lava Jato odeiam o Brasil. A Globo e a Lava Jato são os nossos terroristas do fim do ano”.

publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.